Como a empresa pode se comunicar com o seu público-alvo de forma eficaz?

Como a empresa pode se comunicar com o seu público-alvo de forma eficaz?

Saber como falar com o público da empresa é crucial para que ela cresça em número de vendas e em autoridade no mercado. Então, conheça a seguir os conceitos de persona, Inbound Marketing e jornada de compra, a fim de tornar a sua interação eficaz.

Comunicação entre a empresa e seu público

Quando se fala em comunicação com os possíveis clientes, o maior destaque vai para a presença nas redes sociais e outras plataformas online. Mas, isso é apenas o primeiro passo, não é o suficiente para gerar valor e aumentar o número de vendas.

Hoje em dia, há mais formas de entender e poder falar com as pessoas que têm interesse em um determinado produto. Afinal, o feedback direto que a interação instantânea oferece é um dos recursos que as empresas usam, a fim de conectar-se com elas.

Com isso, elas conseguem, por exemplo:

  • Aumentar o número de vendas;
  • Fidelizar clientes antigos e atrair outros;
  • Tornar-se referência em seu setor de atuação.

Formas de interação com o público

Diferente do que alguns podem pensar, investir em comunicação não se trata apenas de oferecer conteúdos e analisar as respostas dos usuários. É preciso também criar formas para o cliente dar um feedback positivo ou negativo sobre a sua experiência.

Quando há um retorno, no caso de uma reclamação ou dúvida, existe chance de melhorar. Assim, os principais meios para interagir com ele online são:

  • Redes sociais;
  • Blogs;
  • E-mails;
  • Canais de atendimento.
A pesquisa de público e persona é crucial para definir a melhor forma de se comunicar.

Saiba como entender o público da sua empresa

Para poder falar algo que as pessoas desejam ouvir, é crucial conhecê-las. Assim, quando se trata de milhares de indivíduos que fazem parte do público, é preciso realizar uma pesquisa que responda os seguintes pontos:

  • Homens ou mulheres;
  • Faixa etária;
  • Estilo de vida;
  • Condição financeira;
  • Onde moram;
  • Interesses gerais.

Isso está acessível no histórico das redes sociais e nos cadastros dos clientes anteriores. Portanto, basta analisar esses dados para começar a pensar em conteúdos e linguagem atrativos para eles.

Saber disso também é essencial para oferecer o produto certo, ou seja, que solucione a “dor” deles. Desse modo, o conceito mais adequado para entender o cliente é o de persona.

Persona

É uma representação do seu cliente ideal que deve incluir tudo que está no conceito de público-alvo, mas deve ter um aspecto mais humano. Algumas características que ele deve ter são, por exemplo:

  • Nome e idade;
  • Anseios como estudar fora, ser bem-sucedido, trabalhar;
  • Dores como medo, falta de tempo ou dinheiro.

Tudo isso torna a interação mais simples, já que agora se pensa apenas em uma pessoa e não em milhares. Assim, será mais fácil entender o que ele deseja.

Inbound Marketing

Outro conceito crucial para uma empresa que deseja se comunicar melhor com seu público é o de Inbound Marketing. Em resumo, é uma estratégia de atração de pessoas que tem o objetivo de:

  • Oferecer conteúdo atrativo e relevante;
  • Gerar leads, isto é, pessoas que podem se tornar clientes;
  • Educar o público sobre a importância do produto ou serviço.

Para que isso ocorra, é crucial criar uma persona com base nos dados de compras anteriores. Assim, a interação pode ser mais assertiva e atrair o grupo certo, isto é, que tem potencial para se tornar cliente, de fato, um dia.

Etapas

O Inbound Marketing não possui apenas a fase de atração, mas também em todo o relacionamento que pode existir depois. Então, as etapas que ele tem, a fim de atrair e fidelizar clientes são:

  • Trazer o público certo para os perfis da empresa em todos os canais;
  • Converter ou tornar essas pessoas seus leads;
  • Fechar a venda de um produto ou serviço;
  • Encantar, ou seja, buscar formas de reter esse cliente.

Jornada de compra e interação com o público

A jornada de compra também pode direcionar a produção de conteúdo, a fim de melhorar o diálogo com o público. Em resumo, é uma forma de responder às possíveis dúvidas que a audiência possa ter.

Mais uma vez, usando a persona e o produto que a sua empresa oferece, deve-se criar conteúdo nas seguintes fases da jornada do cliente:

  • Aprendizado e descoberta;
  • Consideração e intenção;
  • Avaliação e decisão de compra.

Aprendizado e descoberta

Nessa fase, a qual está no topo de um funil de vendas, a persona ainda não sabe que precisa resolver algo específico. Então, os conteúdos devem ser mais amplos e gerar valor para ele.

Consideração e intenção

Depois de entender que tem um problema, o seguidor ou leitor do blog vai buscar a solução. Assim, é a hora de oferecer conteúdo mais completo e profundo sobre o tema.

Avaliação e decisão

Na última fase, o lead já conhece o que enfrenta e o que poderia resolver seu problema. Mas, ainda não sabe qual é o melhor ou onde comprar, portanto, é nessa etapa que se deve apresentar o produto ou serviço da sua empresa.

Elementos básicos para uma comunicação assertiva

Outros itens cruciais para criar uma relação com o público da empresa são os meios, a linguagem e o tipo de conteúdo. Então, entenda a seguir o que se deve planejar em cada um deles, a fim de atrair o cliente ideal.

Canal

É o meio que será usado para se relacionar com os possíveis clientes. Portanto, a escolha por revistas, posts em redes sociais ou vídeos deve levar em conta os interesses da persona.

Linguagem

Nos meios de interação virtual, é essencial que ela seja leve, dinâmica e direta. Além disso, deve-se atentar para qual é o tipo de público, nível de formação, faixa etária e região em que mora.

Conteúdo

Para criar uma relação com os clientes, é preciso gerar algum valor para eles. Desse modo, oferecer vídeos, textos, ebooks e outros materiais é crucial. Aliás, eles devem conter temas que a audiência considera como relevantes.

Motivos para investir na interação com o cliente

Seja nos canais de publicação ou de respostas diretas, manter essa relação traz vantagens para a empresa. Afinal, ela será bem-vista tanto por outras que estão no mercado quanto por quem adquire seus produtos ou serviços. Tudo isso, contribui para:

  • Gerar autoridade;
  • Aumentar o número de vendas e clientes fidelizados;
  • Conquistar confiança e valor para a marca.

Diante disso, empresas grandes, médias e pequenas podem investir nisso, a fim de crescer. Em resumo, conhecer a persona é o primeiro passo para definir a melhor forma de interação.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Veja também